Empresas que Não Tem Site Poderão Morrer nos Próximos Dias

como aumentar as vendas pela internet; imagem de capa
Como Aumentar as Vendas na Internet? 6 Oportunidades Incríveis!
21/05/2019
o que é marketing digital
Descubra o que é Marketing Digital?
10/06/2019
empresas que não tem site

As empresas que não tem site poderão morrer nos próximos dias, quer saber por quê? Atualmente ter um site na internet não é mais considerado um luxo, na verdade é uma regra geral se uma empresa pretende sobreviver ao mercado agressivo e ao mundo extremamente globalizado.

Por que investir em um site

Como exemplo, o Brasil, é o país que mais tem crescido, principalmente em relação à Internet. Em comparação com os Estados Unidos é até maior, já que a Internet tornou-se uma aliada, pois garante a interatividade, proporciona segurança e velocidade, além de ser um cúmplice a redução dos preços cobrados pelo acesso à rede, com isto a Internet não é apenas um instrumento de pesquisa, mas sim uma ferramenta de marketing e vendas.

As empresas que não tem site devem saber que ter um site na internet tornou-se indispensável para empreendimentos de todos os tipos, seja de grande, médio ou pequeno porte. Através da ferramenta é possível garantir a comunicação do cliente com os produtos e serviços, ou seja, um diferencial. Um site “bonito” na internet não traz resultado, ao contrário, ter uma página é apenas um dos primeiros passos para uma empresa que está “entrando” no mundo virtual, por isto, esta ferramenta pode trazer muito trabalho, porém, basta ser utilizada de forma inteligente para que possa corresponder positivamente em dinheiro e também no tempo que for investido.

Um site não pode ser considerado apenas uma imagem da sua empresa, mas sim a imagem da “sua” empresa na internet. Apesar de cerca de 95% das empresas que estão na internet não conseguirem obter sucesso, isto é consequência da produção de um site que não atinge o público alvo do site.

De qualquer forma, as empresas que não tem site, podem perder o mercado e consequentemente pode trazer prejuízo aos negócios. Antes da produção de um site é preciso saber o que os seus clientes desejam encontrar no seu site para que assim eles possam se sentir seguros em relação a sua empresa e como os seus valores podem se destacar no mercado.

De qualquer forma, antes deste processo é preciso frisar alguns pontos que esclarecem o porquê que uma empresa deve ter seu site.

Inclusão Digital

Hoje existe a necessidade que toda empresa precisa estar conectada a internet. Se a empresa deseja ampliar no mercado e garantir a consolidação da sua marca e otimizar suas receitas, um site pode trazer estes pontos.

Devido à busca por clientes, as competições no mercado criaram um novo patamar, por isto os investimentos em marketing digital são extremamente necessários. Por um lado a internet aumenta a concorrência, em outro ela facilitou a aproximação dos mercados.

Desta maneira esta evolução no mercado deve ser aproveitada, pois um bom site garante uma imagem forte, além de uma empresa sólida e confiável.

Publicidade

A internet é contrária à televisão, o rádio e até mesmo ao jornal impresso, já que ela garante uma contrapartida imediata do público-alvo, ou seja, ela permite mostrar informações referentes à opinião dos seus clientes em tempo real, com isto caso o site não esteja muito bem, é possível fazer mudanças instantaneamente.

Métricas

Com o marketing digital é possível ter a variedade de métricas, desta maneira é possível medir a eficiência do que é exibido dentro do site, como o seu conteúdo, layout e até mesmo abordagem.

Para quem seu site traga resultado, no processo de criação do site é possível ter páginas otimizadas, com isto é possível saber os resultados nas métricas que forem analisadas.

Para isto é possível utilizar algumas ferramentas que conseguem medir o desempenho do seu site, como o Google Analytics que apresenta em tempo real, informações do tráfego, local de acesso (região geográfica), e também por onde os usuários chegaram ao seu site e tempo de navegação. Com este recurso é possível entender o comportamento dos visitantes, como consequência garantir melhores decisões, além de uma apresentação adequada para que possa gerar resultados.

Expansão dos horizontes

Alguns mercados são atrelados, devido à localização geográfica, por exemplo, se uma empresa tem um serviço em uma determinada região, é besteira pensar que o seu serviço não pode atrair pessoas de outro local. Exemplo, uma empresa que oferece serviço na área de alimentação no interior do Rio de Janeiro, ela pode anunciar para o público de São Paulo, pois se os empresários tiverem uma reunião na sua região não e preciso se deslocar, basta fazer a pesquisa deste serviço pela internet.

Geralmente os clientes em potencial tem opção de pesquisar por uma lista telefônica da sua cidade, mas isto é ultrapassado, já que leva dias, portanto, a internet pode oferecer variadas opções, mas para que sua empresa seja escolhida é preciso que o seu site seja bem estruturado, além de estar no topo da lista.

Com isto para as empresas que não tem site é evidente a importância da criação de um site, independente do tamanho do seu negócio, pois em um contexto atual, ter uma página na web é extremamente poderoso para quem deseja gerar resultados.

“Aberto” por 24 horas por dia

Como todas as empresas tradicionais é natural que elas funcionem em horário comercial, neste período as empresas estão abertas, mas e os clientes que não possui disponibilidade de ir até o local? Neste caso um site é fundamental, pois o cliente que não tiver a disponibilidade pode consultar o seu site e fazer a compra, mas é claro que para conhecimento da página é preciso divulgá-lo na maneira certa.

Consolidação da marca

Outro ponto positivo para uma empresa que possui um site é a possibilidade de trazer a solidez da marca, pois é fundamental passar credibilidade ao consumidor. Quando uma marca é conhecida é possível inspirar confiança. Mesmo que construir uma marca de valor demande muito tempo e esforço, a internet pode ajudar neste processo.

Para isto basta ter um site funcional, que apresente um carregamento rápido e seja útil, se for agregado estas características é possível transmitir confiabilidade e fortalecer a sua marca.

Visibilidade

Mesmo com estes pontos, muitas empresas ficam na dúvida e apresentam resistência na hora de investir em um site para sua empresa.

No entanto, conforme informações coletadas pelo Ibope Nielsen, só no primeiro trimestre de 2012 o total de brasileiros com acesso a internet ultrapassou a casa dos 83 milhões. Se levarmos em conta a população atual que gira em torno dos 190 milhões, com base no ultimo censo divulgado pelo IBGE, concluímos que mais da metade dos brasileiros possui acesso à internet, portanto, não devemos ignorar como a internet pode trazer visibilidade para sua empesa.

Promoção

O site é o canal ideal para promover os produtos e serviços de sua empresa. Através da página é possível informar, além de apresentar tudo para seu cliente em potencial, com apenas alguns cliques. Desta forma se for comparado com o valor de uma propaganda na TV no horário nobre, o custo da manutenção é relativamente baixo.

Organizar informações

O site permite conhecer melhor o seu cliente, já que todos os seus hábitos e comportamentos podem ser observados, para isto basta ter a ferramenta, além de um bom analista de dados.

Novos clientes

A internet é um ambiente global, portanto, barreiras geográficas se desfazem, com isto é possível atingir qualquer tipo de cliente independente da localidade, por isto, ela consegue atrair parceiros e compradores de difícil acesso.

Custos de acompanhamento

Algumas empresas precisa manter callcenter com milhares de linhas telefônicas e funcionários para atender os seus clientes, mas através de algumas plataformas em um site é possível garantir suporte para o cliente sem a necessidade de uma estrutura grande e com vários funcionários.

Empresa sem um site significa que ela não existe

Hoje é preciso deixar claro que todas as pessoas ao fazer uma compra acabam consultando a internet. Pela rede é possível encontrar ofertas que vão de automóveis a medicamentos, como roupas de grife a descontos em bares, filmes, flores, leilões, ou seja, tudo, já que pela internet é possível encontrar praticamente tudo. Em resumo a internet é um shopping gigantesco, com milhares de lojas e com ofertas para uma infinidade de produtos.

Apesar de muitos sentirem insegurança, pois pode achar dificuldade em encontrar o que deseja, muitos ficam na dúvida se realmente está fazendo um bom negócio. Para resolver estes problemas as ferramentas de busca, podem facilitar, além de ter outras que pode definir a pesquisa de acordo com o preço (buscadores de preços). Diante disso, o consumidor antes de efetuar qualquer compra acaba pesquisando, por isto a web oferece vantagens significativas, já que ela facilita esta procura, além disso, é preciso levar em conta os clubes de compras, sites privativos para sócios, clubes de descontos, entre outros.

Com isto cerca de 88% das pessoas que adquirem quaisquer produtos costumam pesquisar antes de fazer sua compra, como exemplo os que adquirem imóveis são mais de 90%, pois isso facilita a seleção prévia daqueles que serão visitados, como faixa de preço, localização, tamanho e todas as especificações que o interessado buscar.

Diante disso, o on-line no Brasil tende a realizar mais de R$ 24 bilhões (dados de 2010), com isto se for somadas as transações de bens de consumo, automóveis e turismo que está em constante crescimento, cerca de 90% das passagens aéreas são compradas pela web.

Diante disso, é imprescindível conhecer as metodologias para conseguir ser presente na rede e também garantir que sua página seja encontrada nas ferramentas de busca.

As empresas não podem apenas depender da sua comunicação tradicional, ou de e-mail marketing, por exemplo. Com isto é preciso investir em inteligência para que seja bem localizado, ou seja, para que o cliente lhe encontre.

Com o conhecimento da ferramenta e investimento é possível que o seu negócio tenha destaque e credibilidade e alcance diretamente aqueles que desejam o seu serviço ou produto. Para garantir o sucesso é importante que o site possua conteúdo relevante para o seu público-alvo, além disso, é preciso que o seu site ou blog, seja desenvolvido dentro de padrões que facilitem a identificação pelos buscadores das palavras-chave.

Crescimento e-commerce

O comércio eletrônico no Brasil faturou R$ 43 bilhões e registrou crescimento de 26% nas vendas no ano passado. No ano anterior, o volume de negócios atingiu cerca de R$ 34 bilhões, conforme consultoria Conversion, especializada em posicionamento na Internet, na qual analisou mais de 100 milhões de visitas ao longo dos últimos 12 meses.

Diante disso, existe a estimativa que o comércio eletrônico tenha gerado mais de 136 milhões de pedidos no último ano, com um valor médio por compra de R$316. Desta forma, as categorias que geraram negócios foram viagens e turismo, com 15% das vendas do setor. Em seguida, eletrodomésticos responderam por 14%, seguidos por produtos de informática (11%), cosméticos, perfumaria e bem-estar (10%) e eletrônicos (10%).

O comércio eletrônico responde por um mercado que evolui de maneira constante e desenfreada. Desta forma, as empresas que não tem site e apostam nessa mídia podem garantir o seu espaço na internet e abocanhar uma fatia destes lucros. Hoje a internet provoca uma mudança no comportamento e hábito das pessoas, já que elas podem estar em meio a um turbilhão de ofertas.

Para isto as organizações tem atuado no mercado de e-commerce, já que produtos e serviços se tornam subitamente obsoletos e facilmente substituíveis no mundo digital, já que a internet oferece qualidade e oferta.

Diante destes dados é possível verificar que a venda de produtos e serviços tornou-se uma tendência, pois atualmente toda empresa que tem investido no comércio eletrônico tem comemorado sucessivos resultados nas suas vendas, além de expandir mais os seus negócios.

Como outro exemplo, a rede de restaurantes Giraffas, investiu R$ 1 milhão neste setor, criando o site de delivery, com isto imediatamente os seus resultados já começaram a aparecer pois com apenas três meses de lançamento o serviço gerou um aumento de 7,4% nas vendas.

O “e-Brasil”

Em 2013, o setor nacional de e-commerce movimentou cerca de R$28,8 bilhões, ou seja, 28% a mais que no outro ano. Atualmente o Brasil ocupa a 5ª colocação no número de e-consumidores.

Concentração de compras

Os estados que mais realizam compras são: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná.

Com isto o estado de São Paulo é responsável por 50% do total de pedidos e responde por 45% da movimentação financeira nos sites de comércio eletrônico, alcançando cerca de R$19,3 bi. Já os fluminenses compram mais de R$ 6,2 bi e os mineiros, R$ 4,1 bi. Se somar os, os três estados mais habituados a comprar online representam 69% das vendas.

Desejos digitais dos consumidores

Diante disso, hoje as marcas precisam garantir empatia nos relacionamentos de negócio com seus clientes, pois isto é preciso que as empresas facilitem a venda dos seus serviços, pois como o e-commerce avança em passos rápidos, é preciso que a sociedade também acompanhe esta evolução.

Confiram, os dados sobre comportamento do consumidor e sobre as relações de oferta e demanda digital (disponibilizados pelo Ibope e Forrester Research):

44% das vendas em lojas físicas serão influenciadas por compras online.

86% dos brasileiros já foram às compras no comércio eletrônico, e 31% deles compraram ao menos 1 vez.

Para 93% do consumidor online, o fator mais relevante que leva a uma compra é a comodidade, seguido pela oferta de melhores preços (85%) e variedade (66%).

As categorias de produto mais desejadas são: Moda & Acessórios de Beleza (13,7%); Eletrodomésticos (12,3%); Saúde e Estética (12,2%); Informática (9%); Livros, Jornais e Revistas (8,9%).

Na época da Copa do Mundo, materiais esportivos e televisores LED são os produtos de potenciais. Como exemplo, em 2014, as TV’s de tela plana encabeçam a lista de desejos do consumidor brasileiro (32% de preferência).

Nas compras as mulheres estão mais presentes (hoje elas representam 49% dos e-consumidores), sendo que mais da metade dos compradores online são da classe A e B.

Já para os acessos existe uma timidez nas compras, pois apenas 18% compram por tablet, 38% por smartphone, sendo o desktop o principal suporte utilizado para compras online (56%).

O horário de comprar pela internet é entre as 9h e 12h, e entre o final da tarde até 2h da manhã. Nos finais de semana, os picos de consumo ocorrem ao meio dia e entre 15h e 18h.

O vilão das compras é a insegurança, pois 56% das pessoas têm medo de não receber o produto, e 62% tiveram problemas com atraso na entrega.

Diante destes dados é notório que a web é a melhor forma de divulgar a sua empresa e seus serviços, visto que a cada dia o crescimento tem sido absurdo.

E-commerce para 2016

Apesar da crise na economia brasileira em 2015 o e-commerce continua em aumento, pois foi registrado um crescimento nominal de 16% se comparado com o mesmo período do ano de 2014, segundo o relatório WebShoppers, realizado pela E-bit e divulgado no último mês de agosto.

Com isto o faturamento dos primeiros seis meses de 2015 atingiu R$18,6 bilhões, além disso, em novembro já estima que até o fim do ano, o e-commerce cresça mais 20% em relação ao mesmo período de 2014. O crescimento de lucro para as lojas virtuais são decorrentes ao:

Aumento dos internautas;

Maior hábito de compras online;

Crescimento da banda larga;

Aumento dos mobile e-commerce;

Isto indica que o comércio eletrônico brasileiro vai crescer ainda mais no próximo ano. Além disso, a consolidação da era mobile para o e-commerce, faz com que diversas empresas invistam em ações para atrair mais clientes e devido à facilidade de fazer compras o smartphone também está conquistando os consumidores.

De qualquer forma este crescimento das vendas é devido ao aumento da confiança dos consumidores para as compras online, já que antigamente muitos deixavam de comprar por receio.

Entretanto, como muitas lojas estão seguindo a cartilha é possível garantir a confiança dos consumidores mais inseguros.

Diante disso, é notório que a web é promissora e pode ser uma ferramenta aliada aos comerciantes e pode ir contra todas as tendências de crise econômica.

Empresas que não tem site poderão morrer nos próximos dias?

Para não morrer, um site é tudo que você precisa

Como pode notar investir em um site pode trazer lucros em todos os segmentos sejam para divulgar os serviços da sua empresa ou também para vender os seus produtos.

Com a internet é possível atingir diversas classes e como consequência trazer inúmeros lucros para sua empresa. Com a possibilidade de evitar o trânsito, percorrer lojas para examinar produtos, ou ainda trazer informações sobre determinadas empresa, a internet permite que as pessoas façam suas compras sem sair da sala de casa.

A web permite que o consumidor se relacione com a empresa, além de obter mais informações sobre o produto, assim como dados sobre compras e o andamento da entrega.

Mas os benefícios não param por aí, pois ela permite maior velocidade e eficiência, além da possibilidade de saber informações sobre concorrência, gerando maior flexibilidade nos ajustes.

Ter um site permite manter um canal estreito com o cliente, além de elaborar um banco de dados. Segundo Kotler:

“Utilizando a Internet para conectar diretamente fornecedores, fábricas e clientes, as empresas […] estão eliminando as perdas do sistema e repassando as economias aos consumidores […] resulta em custos mais baixos e melhor eficiência para funções de canal de logística como processamento de pedidos, manuseio de estoque, entrega […] (2003, p.442)”.

Diante tantos pontos, muitos ficam na dúvida se realmente a sua empresa precisa de um site, porém, novamente é preciso frisar que as ferramentas de pesquisa como o Google, acabam inutilizando os meios antigos de pesquisa, pois quem precisa consultar ou ter acesso a qualquer tipo de informação a internet cumpre este papel.

Com a facilidade de acesso a informação, através dos mecanismos de pesquisa é possível ter referência em algo procurado, por isto entra a necessidade da sua empresa estar na web. Com o espaço na internet é possível mostrar detalhes dos seus produtos e/ou serviços, além de exemplificar porque eles são mais vantajosos que os seus concorrentes.

Hoje os consumidores possuem o costume de pesquisar sobre o produto ou serviço que deseja, por isto se eles não sabem qualquer detalhe que garantem que seu produto/ serviço é melhor que o outro, certamente eles vão optar pelo concorrente.

Com a internet é possível diminuir a distância entre a empresa e os clientes garantindo uma comunicação facilitada, além disso, um site é uma rede que atinge o mundo todo e traz de forma barata e útil todas as informações dos seus produtos e/ou serviços, preços e principalmente suas promoções.

A internet não é mais considerada um luxo, mas uma necessidade, portanto, não importa o tamanho da sua empresa, pois é possível encontrar ferramentas que aumentem a quantidade dos seus clientes e ajude no contato com os clientes antigos.

Com o desenvolvimento do site ou a criação da loja virtual é possível gerar vendas, assim, a loja virtual (e-commerce) tem um passo adicional que garante a concretização da venda através do checkout (mecanismo de pagamento).

Desta forma, para indústria ou distribuidor é fundamental ter um site institucional e um e-commerce, já que o site institucional passa confiança e explica sua história, apresenta produtos e os diferenciais em relação aos concorrentes. Por meio do website é possível quebrar as barreiras do início do relacionamento de negócio, além de deixar o cliente ciente das evoluções, com o contato e gerar orçamento e vendas.

Já as indústrias com muitos produtos ou uma grande carteira de clientes, o e-commerce é uma opção para garantir vendas e reduzir o custo comercial.

Se a sua empresa ainda não está online, sua presença digital está comprometida e isso pode refletir diretamente na sua renda. Acesse o link abaixo para conhecer nossos cursos.

Link: https://professorcleberreis.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *